terça-feira, 14 de junho de 2011

Reflexos


"Ao ver-se diante dele, é como se ela não estivesse só

Ela vê diante de si a presença de uma existência

Olha dentro dos olhos da outra em busca de um brilho novo


Sorri, e o retorno é imediato

Pensa em dizer algo
Mas acha melhor se calar

Teme que a resposta seja um eco de sua própria voz
As consequências a amedrontam

Dá um passo atrás e para
A antiga, cruel e surrada sensação de abandono se aproxima

A penumbra vai tomando conta do ambiente
Um frio percorre sua espinha

Ela tenta lutar contra aquela coisa horrível à qual dão o nome solidão
Não quer sentir-se só e luta contra isso

Só desiste quando constata que a verdade é uma só
Sem poder mais encarar nem a si mesma diante do espelho, não adianta fugir

Ela está sozinha..."



By Elena Corrêa

2 comentários:

  1. Recomendei no Twitter! Super bacana Elena! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Super obrigada, Pri! Que bom que gostou!! Beijão

    ResponderExcluir